Biografia

altNome: João Garcia

Data de nascimento: 11 de Junho de 1967

Paixão: Alpinismo

Ética: Escalar sem recurso a oxigénio artificial.

Motivação: Superar-se a si próprio; Ir cada vez mais além.

A 17 de Abril de 2010 João Garcia torna-se o 10º alpinista no Mundo a conseguir a proeza de escalar todas as 14 montanhas com mais de 8000m sem o auxilio de oxigénio artificial nem carregadores de altitude.
Em Dezembro do mesmo ano subiu ao cume do monte Kosciuszko terminando o projecto 7 Cumes que consiste em escalar o cume mais alto de cada Continente.

É certificado guia de montanha UIMLA (Union of International Mountain Leader Association)

Carreira Desportiva

1983 – Iniciou-se com 16 anos em escalada em rocha com o Clube de montanhismo da Guarda, na Serra da Estrela.

1984 – Iniciou-se em escalada em neve e gelo e grandes escaladas com o Clube de montanhismo da Guarda, nos Alpes.

1985 – Efectuou diversas escaladas e raids de ski-alpinismo, nos Alpes. Paralelamente praticou triatlo de competição como forma de adquirir a resistência física necessária para superar as dificuldades nos Alpes.

1990 a 1993 – É escolhido para uma comissão de serviço no Quartel Supremo das Forças Aliadas na Bélgica. Aproveitando a sua situação geográfica intensificou a sua actividade nos Alpes na companhia de Bernd Hackler, fazendo-se membro do CAB, do DAV e posteriormente da FAME.

1993 – Integrou uma Expedição Internacional Polaca liderada pelo credenciado alpinista polaco Krzysztof Wielicki ao Cho-Oyu (8201m) no Tibete, concretizando o cimo por uma via nova, o esporão polaco, sem uso de oxigénio artificial. Tentativa de escalada da face sul do Shisha Pangma que não foi sucedida devido a problemas de saúde.

1994 – Integrou uma Expedição Internacional ao Dhaulagiri (8167m) no Nepal, fazendo cume pelo esporão nordeste, sem uso de oxigénio artificial.

1996 – Tentativa de escalada do Nanga Parbat (subida até aos 7800m) que não foi sucedida devido a más condições de neve, via Kinshoffer , Paquistão.

1997 – Tentativa de escalada ao Evereste ( subida até aos 8200 m) que não foi sucedida devido ao mau tempo),esporão norte, Tibete.

1998 – Tentativa de escalada ao Evereste ( subida até aos 8500 m) que não foi sucedida devido ao mau tempo),esporão nordeste, Tibete.

1999 – Co-organizou uma expedição ao Monte Evereste (8848m) no Nepal, fazendo cume sem uso de oxigénio artificial. Torna-se no primeiro alpinista português a escalar o “Topo do Mundo”.

2001 – Escalou o Gasherbrum II (8036m) no Paquistão, sem uso de oxigénio artificial.

2004 – Integrou uma expedição ao Gasherbrum I (8068m), no Paquistão, alcançando o cume, sem uso de oxigénio artificial.

2005 – Escalou o Lhotse (8516m) em solitário e sem oxigénio artificial.

2006 – Patrocinado pelo Millennium bcp iniciou o projecto “Á conquista dos Picos do Mundo”. Organizou as expedições ao Kangchenjunga (8586m) no Nepal, e ao Shisha Pangma (8013m) no Tibete, alcançando os seus cumes, sem uso de oxigénio artificial.

2007 – Organizou a expedição ao K2 (8611m) no Paquistão, chegando ao cume, sem uso de oxigénio artificial.

2008 – Organizou a expedição ao Makalu (8463m) no Nepal, chegando ao cume em solitário a 14 de Maio e a 17 de Julho atinge o cume do Broad Peak (8047m) no Paquistão, ambos sem o uso de oxigénio artificial.

2009 – Em menos de dois meses conquista dois cumes de 8000m. A 28 de Abril atinge o cume do Manaslu ( 8463m), no Nepal, em solitário, e a 10 de Julho atinge o cume do Nanga Parbat no Paquistão.

2010 – A 17 de Abril de 2010 com a conquista do Annapurna, torna-se no 10º alpinista no mundo a ter terminado a proeza de escalar as 14 montanhas com mais de 8000m, sem o uso de oxigénio artificial, nem de carregadores de altitude.
Em dezembro desse mesmo ano, João Garcia também completou o projecto “Sete Cumes” que consiste em escalar a montanha mais lata de cada continente: Evereste (Ásia), Aconcágua (América do Sul), Monte McKinley (América do Norte), Elbrus (Europa), Maciço Vinson (Antárctida) , Kilimanjaro (África), Kousciuszco (Oceânia).

É actualmente o único português “cameraman” de altitude e de condições extremas, tendo já realizado vários documentários sobre as suas expedições que têm sido transmitidos nas televisões portuguesas.

É autor do livro “A Mais Alta Solidão”, que já vendeu mais de 30 mil exemplares, do livro “Mais Além – Para Além do Evereste”, lançado em Fevereiro de 2007, co-autor do livro “10 Passos Para Chegar ao Topo”, lançado em 2009 e autor do livro “14 – Uma Vida nos Tectos do Mundo”, de 2014.

A 10 de Junho de 2010 é agraciado como Comendador da Ordem Honorífica Portuguesa do Mérito, pelo Estado da República Portuguesa.

É certificado guia de montanha UIMLA.

Desportos actuais
Ciclismo BTT, Natação, Trail running, Ski de Randonnée, Escalada em rocha (incluido indoor), Alpinismo, Triatlo, Escalada em Gelo e Canyon. Nível actual de escalada á frente e à vista: V+,6a ( após acidente em que perdeu pontas dos dedos das mãos ). Escaladas em diversas escolas de escalada, nomeadamente em El Chorro, Espiel, Picos da Europa, Mallos de Riglos, Gredos, Serra da Estrela, Peneda, Espinhaço, Bioux, Valorcine, Freir, etc.

<